quarta-feira, 22 de março de 2017

♥ 5 Músicas da minha Playlist Lolita ♥


Acredito que as pessoas que convivem mais comigo sabem que sou mais do metal, mas também gosto um pouco de músicas cantadas por lolitas, normalmente Jpop. Assim, fiz uma lista com as 5 músicas que mais gosto!

Lolitina- Misako Aoki

A famosa modelo da Baby caprichou nesse clipe, que foi gravado na loja da Cerise! Esse clipe é pura inspiração, tanto que toda vez que assisto acho alguma decoração nova no clipe para me inspirar.



Kibou no Kakera - Nana Kitade

A Nana Kitade, entre outros estilos, usou lolita por um tempo. Pessoalmente esse clipe me traz várias lembranças, e eu amava esse outfit dela.



Throw it in the Bag - MC Melod¥ Doll

Essa música eu lembro dos meus tempos de serviço que ficava cantarolando isso incessantemente. E quando o serviço ia mal eu lembrava: trabalhar pra comprar burando hahaha! "Can't say what I do/ Just know I work like hell/ To keep the Baby and the AP on my la-b-el" 



Buy Mo' Brand - MC Melod¥ Doll

Mais uma da MC Melod¥ Doll que é um must have na minha playlist lolita!



A corsage of white rose - Meltia

Meltia é uma banda que conheci há pouco tempo e já considero pra caramba. Essa música é super dançante e viciante!



Edit: Bônus! Paródia da música Grillz - Frillz - Lil' Burando

A Emanuele acabou de me mostrar essa música, e agora ela virou minha favorita haha!



E você, quais são as músicas da sua playlist lolita?

sexta-feira, 17 de março de 2017

Primeiro a FRUiTS, agora a Baby: o que está havendo?


Depois do fechamento das lojas físicas da h. Naoto ano passado, temos agora duas notícias de fechamento - primeiro a revista FRUiTS, que estava na ativa há quase vinte anos e, de acordo com alguns boatos, a próxima a fechar seria a Baby de Paris. Mas será que há motivo para pânico?

FRUiTS ainda vive, e isso independentemente de lolitas


É inegável o papel que a FRUiTS teve na divulgação da moda japonesa de rua alternativa para o mundo. Apesar de a revista ter anunciado seu fim, ela continua ainda por outros meios - o próprio Shoichi Aoki afirmou em uma entrevista para a Tokyo Fashion (Clique aqui) que continuaria a documentar a cena das modas alternativas de Harajuku, publicar novos livros da FRUiTS, além de trabalhar em projetos relacionados à Harajuku. Não quer dizer especificamente que a moda de rua alternativa de Harajuku esteja fadada a acabar, ou algo assim. Na verdade são vários os fatores para que a FRUiTS deixe de ser publicada, e isso inclui a "morte" das revistas impressas num geral; os poucos anúncios que eram publicados naquela revista - poucos anúncios que significavam pouco dinheiro; bem como o advento das redes sociais que faz com que seja mais fácil acompanhar a moda de rua alternativa japonesa: basta entrar em alguma página relacionada no Facebook, ou mesmo nos perfis das pessoas no Instagram ou outras redes sociais. Além disso, o próprio Aoki estava descontente com o que via nas ruas. Isso quer dizer que a moda de rua alternativa acabou? Não. Apesar de ter realmente uma mudança na moda de rua alternativa japonesa, por marcas de fast fashion, como a Uniqlo e outras, a moda de rua alternativa não morreu. O próprio Aoki disse que não gostava dos estilos que via as pessoas usando na rua e não tem vontade de fotografar isso para a revista. Isso inclui lolita.

Em uma entrevista para o programa The Night Air, da ABC (Clique aqui), datada de março de 2003, quando questionado sobre lolita, ele diz não gostar:

[...] Tony Barrell: Uma moda estranha que eu gostaria de fazer um comentário é, eu chamaria de "Little Women" também visto como referido como "Gothic Lolita" e que é garotas jovens, bem jovens, quinze ou dezesseis anos, vestindo roupas de empregada doméstica, com cabelo cacheado em anéis e chapéus pequenos e muita renda branca e meias calças, elas se parecem com garçonetes ou empregadas domésticas vitorianas do século XIX. Como você chama essa moda?

Shoichi Aoki: Este Gothic Lolita só surgiu há cerca de um ano, por isso é muito novo. Houve esta moda Lolita que esteve por aí um tempo. Gothic Lolita começou como uma tendência muito pequena, mas está se espalhando, é uma espécie de efeito multiplicador e há outras pessoas vestindo essas roupas. Pessoalmente eu não gosto muito, é um pouco brega.

Tony Barrell: Então o seu gosto importa então?

Shoichi Aoki: Meu gosto é: tem que ser original, algo que é alto em originalidade, não muito obcecado com marcas e algo que é misturado, você sabe, muitas coisas misturadas e em camadas. [...]

Assim, independentemente do destino da FRUiTS, a moda lolita continua existindo.

O Boato do Fechamento da Baby Paris
Photo from Hello Naka. Grace, I miss your posts!

Algumas semanas atrás surgiu um boato de que a Baby de Paris iria fechar suas portas em Maio. Apesar de a própria Baby ainda não ter se manifestado em sua página da loja de Paris, há grande preocupação quanto a isso. Mas será que a preocupação não está em exagero?

Muitos apontam essa possibilidade de fechar como sendo algo mais por má gestão do que pela moda lolita estar em crise. Primeiramente, de acordo com o que andam comentando, a AP de Paris era muito mais fácil para as europeias num geral do que a Baby, uma vez que para vender para outros países a Baby de Paris disponibiliza apenas transferência bancária, não aceitando Paypal, enquanto a AP de Paris ao que parece aceita vários métodos, Paypal incluso. Outro fator levantado seria a localização, uma vez que a AP de Paris está localizada nas ruas turísticas, enquanto a Baby, apesar de estar perto do Sena, fica mais longe. O que isso significa? Significa que é mais provável que um turista que não conheça lolita entre na loja da AP do que da Baby. Sem falar na questão dos custos de manter uma loja de nicho em um lugar caro como Paris, onde apesar de ambas as lojas não estarem nos locais de aluguel mais caros, ainda assim são locais com aluguel elevado e custos de manutenção idem. Sem contar que, com a AP de concorrência aceitando outros métodos de pagamento para envio internacional, a Baby acaba em desvantagem.

Mesmo que no mais tardar em Maio tenhamos a confirmação desse boato, a moda lolita não está em decadência a ponto de deixar de existir. "Mas eu ouvi de blogueira x que não tem mais lolitas no Japão!" Isso é tão verdadeiro quanto as roupas da Dream of Lolita. Só porque em x dia você não viu, não quer dizer que não existam. Aliás, traduzi um post esses dias, que você pode ler AQUI btw, que fala justamente da mudança de "comportamento" das lolitas japonesas, e eu realmente as entendo e apoio, porque é super incômodo você andar na rua e ter um monte de gente enchendo o saco e tirando fotos sem permissão. Sem falar que, com tantos cafés temáticos e lugares legais para ir no Japão, para quê ficar horas andando por Harajuku, sendo perturbada por turistas chatos enquanto você pode estar sentada confortavelmente em um café temático super digno de fotos, debaixo de ar condicionado e comendo coisas gostosas? Vamos ser coerentes né. Até eu percebi que eu mesma estou abandonando de vez eventos de anime e preferindo ir em cafés, já não tenho paciência de ficar sentada no chão em evento de anime lotado, usando burando e tendo dificuldade com banheiros químicos (eca) e caras inconvenientes em eventos de anime.

Pessoalmente, não acredito em uma grande decadência da moda lolita. Cada vez mais temos mais opções de indie brands; temos visto ao longo dos anos várias tendências em lolita, e uma moda que tem tantos adeptos assim não some facilmente. É inegável a influência das lojas, mas se numa hipótese remota e absurda todas deixassem de existir, ainda assim haveriam adeptos fazendo suas próprias roupas, afinal, não foi assim que começou em primeiro lugar?

Don't panic.

domingo, 12 de março de 2017

Dicas para Sobreviver em Lolita no Calor

Normalmente esse post seria feito, no caso das gringas, assim que entrássemos no verão. Porém, nem todos os locais no Brasil começam a dar aquela amenizada da temperatura como aqui no sudeste e sul com o outono e inverno. Em alguns lugares a sensação de abafado se prolonga por grande parte do ano, e usar lolita nesses locais pode ser algo complicado. Como vi bastante gente falando no Amino que sua principal dificuldade é o calor, resolvi escrever esse post para tentar ao menos dar uma ajuda.

As melhores apostas para um guarda-roupa lolita em regiões quentes

A coisa que mais se deve evitar é o efeito cebola. Mas o que é isso, tia Aiko?
A cebola tem muitas camadas, não é? Justamente é isso que você deve evitar num local quente. Menos camadas possibilitam sua pele respirar melhor.
A seguir vou citar algumas das melhores apostas para seu guarda roupa!

Aposte em Onepieces. Porém depende do onepiece! Prefira os que não tem forro ou os que tem um forro bem leve. Mangas curtas ajudam - e muito - com o calor, uma vez que você não precisa usar uma blouse inteirinha por dentro.
Meias curtas. Essas meias estão bem populares no momento, e você consegue encontrá-las até na sales brasileira. Além de serem fofinhas, elas serão uma camada a menos nas pernas para sentir calor!

Ombros de fora, why not? Com um calor que transforma a vida em sucursal do inferno, quebre uma regra ou duas e use um JSK sem blouse. Mas olha, não pode ser decotado hein! Combine com um colar fofo!
Cutsews e Camisoles. Particularmente tenho e acho super gostosinho de usar com saias, mas tem gente que acha abafado. Das fotos, eu tenho a preta.


Chapéus e acessórios de cabelo. No caso de chapéus, acho muito úteis os boater hats, mas quem não gosta de chapéu pode simplesmente manter o cabelo fofo com headbows e afins. Uma dica com o calor é manter o cabelo amarrado alto, em ponytails ou fazer tranças. Isso permite que o vento passe pelo pescoço e você se sinta mais fresca. Há vários tipos de lacinhos que você pode usar, incluindo os chouchous, que são muito fofinhos. As tiaras de plástico que as brands lançam também ficam bonitinhas com coords mais sweets.


E é claro, parasóis. Pode parecer que não, mas quando comecei a usar parasóis no calor senti uma grande diferença. Além de fazer sombra, o que é hiper agradável, você vai sentir melhor o vento quando andar por aí. Mas nada de parasóis furadinhos de renda, hein? Prefira os inteiriços de tecido ou mesmo aquelas sombrinhas delicadas que tem nas lojinhas chinesas.


Espero que o post tenha sido útil! E você, o que faz para usar lolita no calor? Algum truque especial?
Até a próxima!

quarta-feira, 8 de março de 2017

Curiosidades: Que tal fazer "faculdade de lolita"?

Já pensou em largar o curso que você odeia para fazer algo realmente divertido? Imagina só se você pudesse estudar lolita? Lá no Japão isso pode ser realidade.

Não é beeem um curso como um todo de Lolita, mas sim como uma espécie de matéria eletiva no segundo ano da faculdade de moda de Ueno.

Na descrição do curso, temos o seguinte:

"Gothic & Lolita Fashion
Curso

O curso de Gothic & Lolita Fashion só é oferecido em nossa escola no Japão. Neste curso eletivo do segundo ano, os alunos podem aprender a moda Gothic & Lolita em um nível de escala completa. Com a tecnologia de alta costura de primeira classe como base, ajudamos os alunos a adquirir habilidades de criação para expressar suas idéias originais e adquirir conhecimentos e técnicas que possibilitam o desenvolvimento de negócios."

Esse curso tem sido anunciado em algumas bibles desde 2010, e parece estar na ativa até hoje.

Ficou com vontade? Parece não ser muito fácil para um estrangeiro conseguir entrar nessa faculdade. Há alguns cursos nessa faculdade que não podem ser pegos por estudantes estrangeiros, e isso fica claro:
Enquanto o curso de lolita aparentemente não possui impedimento algum, há alguns requisitos para entrar na faculdade, incluindo :

"Pré-requisitos de entrada para Estudantes internacionais

Os alunos devem satisfazer ambas as seguintes condições:
Os alunos devem ter completado um currículo de educação de mais de 12 anos, ou esperar completar essa educação, e deve ser maior de 18 anos de idade no momento da inscrição.
Documentação que prova a habilidade do idioma japonês. Uma pessoa que cai sob uma das seguintes condições ① - ④:
① Concluído um programa de escola de língua japonesa (pelo menos 6 meses de duração), que é certificado pela Associação para a Promoção da Educação em Língua Japonesa, ou esperar para completar tal programa.
② Obteve nível N2 ou superior no Teste de Proficiência em Língua Japonesa, realizado pela Japan Educational Exchanges and Services ou pela Japan Foundation.
③ Obteve uma pontuação mínima de 200 (somada das fases de leitura, escuta e leitura e leitura em japonês) no tema da língua japonesa na EJU, conduzida pela Japan Student Services Organization
④ Estar inscrito há pelo menos um ano em uma universidade ou faculdade no Japão.
※ Para procedimentos de inscrição, entre em contato com nosso pessoal encarregado de estudantes internacionais."

Pessoalmente não acho que os requisitos sejam abusivos, uma vez que as aulas são em japonês e você precisa entender esse idioma para poder estudar e entender alguma coisa nas aulas né. 

E aí, o que acharam do curso? Com esses requisitos conseguiriam entrar? Eu pessoalmente não entendo uma palavra de japonês haha.

Espero que tenham gostado do post!

sexta-feira, 3 de março de 2017

Tema do Mês: Páscoa! - AF&L Blog Network

Olá a todos!
Como na votação desse mês empataram dois temas - Páscoa e Outono - , nós poderíamos escolher se falaríamos de um ou de outro. Assim, escolhi o tema Páscoa! Porém quem sabe durante o mês eu fale um pouco sobre o outono também.

Enfim, o que é a Páscoa?

Termina o Carnaval e você vê já no mercado vários ovos de tudo quanto é preço, e já associa a Páscoa a... CHOCOLATE! Pois é. Mas a Páscoa tem uma grande história por detrás.

Para os cristãos, a Páscoa significa a ressurreição de Jesus Cristo. Porém a história não se resume a isso. A Páscoa tem origem datada de bem antes do cristianismo, em antigas tradições pagãs. É um rito que celebra a Deusa Eostre, assim sendo a comemoração chamada de Eostre ou Óstara, que posteriormente daria origem à comemoração da Páscoa, em inglês Easter. A data que comemoramos aqui (incluso os cristãos) se reflete na roda do ano do hemisfério norte (equinócio de primavera).

A Deusa Eostre/ Óstara e a Lenda

Eostre em Goddes Guidance Oracle Cards por Doreen Virtue. Disponível em: https://landofgoddesses.wordpress.com/2015/04/24/eostre-ostara/
Eostre é a deusa da fertilidade saxônica ou Ostara, a deusa da fertilidade germânica, cuja festividade marca o início da primavera no hemisfério norte (equinócio de primavera). Seus dois símbolos são o ovo e a lebre de março. Enquanto a lebre de março era considerada pelas sociedades medievais europeias como um grande símbolo da fertilidade, o ovo era considerado como tendo propriedades mágicas, já que continha o potencial para uma nova vida, simbolizando o renascimento da natureza e a fertilidade. Dessa forma, a festividade de Óstara comemora um novo ciclo, além de renascimento e fertilidade, sendo Óstara o segundo na trilogia dos festivais da fertilidade, onde a Terra começa a emergir de seu sono de inverno após o Imbolc e conforme a aproximação do Equinócio de primavera - o ponto vernal - a vida começa a se despertar, marcando o começo do processo de renovação anual.

Na internet há várias versões da lenda, algumas mencionando o pássaro como estando ferido e a Deusa o transformando em Lebre, cuja transformação não se deu por completo e a lebre continuou a pôr ovos; Outras versões falam de um pássaro que pousou nas mãos da Deusa e ela transformou-o em lebre e depois tentou reverter o feitiço, além de outra versão onde o pássaro, mortalmente ferido, foi transformado pela Deusa em uma lebre que botava ovos cor de arco íris. Fato é que a lebre e os ovos acabaram sendo símbolos de Óstara.

A Páscoa em Lolita

Por lolita ser apenas uma moda, não há uma conotação definitiva para o que é a Páscoa para as lolitas. Lógico que depende da religião de cada lolita. As religiões veem a Páscoa de maneiras diferentes, como no caso da Wicca, comemorando Óstara; O catolicismo, comemorando a ressurreição de Jesus, e as Testemunhas de Jeová, que não comemoram essa data, uma vez que a comemoração moderna da Páscoa tem ligação com os antigos ritos de fertilidade.

Para as lolitas que comemoram, outfits temáticos são uma boa pedida. Orelhas de coelho e prints temáticas são comumente vistas.



Espero que tenham gostado do post! Abaixo deixo os links que consultei para o post!



Para ler mais:

http://celestialelfdanceoflife.blogspot.com.br/2011/02/happy-eostre.html
https://landofgoddesses.wordpress.com/2015/04/24/eostre-ostara/
http://inpurespirit.com/5124/what-the-goddess-eostre-means-to-easter/
http://omundodeeddie.blogspot.com.br/2010/03/voce-sabe-o-que-e-pascoa.html
http://luzemhisterio.com.br/blog/ritos-e-deuses/eostre-a-deusa-da-primavera/

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Destaques do Mês - Fevereiro

Fevereiro está acabando e chegou a hora de divulgar os destaques do mês!
Clique na foto para ser redirecionada para a postagem!


A Luana, do Doce Madrepérola, fez um post dos 50 filmes que toda lolita deveria assistir!


A Aline Arie fez um post super completo e recheado de fotos lindas do Meeting de Valentines!

A Aninha, do Dias de Cheshire, postou sobre o Mini Meeting de Janeiro em Curitiba!

A Ichigo, do Reino do Morango, fez um vídeo com a rotina de cuidados com a pele!

A Giovana, do This is my World, fez um post super legal do desafio goth alternativo, sobre as unhas que combinam com o estilo dela! Muito inspirador!

A Érika, do Antik Garden, fez um post com as atualizações de outfits dela.

A Bárbara, do Sussuro do ar, fez um post de como fazer sua fantasia de fada!

A Vanessa, do Unicorn Holic, postou sobre a nova integrante do canal!
Bom, por hoje é só pessoal! Espero que tenham gostado dos destaques do mês!


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

♥ Got Lolita - Fevereiro ♥


Meu got Lolita de Fevereiro

Jsk - Surface Spell - presente do namorado
Conjunto de vasilhames decorativos - offbrand
Meias, colares, wigcap, anel - offbrand
Bolsa branca customizada por mim - herança da minha avó
Post its - Aliexpress
Chapéu - Selfmade
Bottons - Swimmer - presente do namorado
Lata de biscoitos Hello Kitty - presente da Aline Arie no amigo chocolate
Bolsa Innocent World - Wunderwelt